quarta-feira, 31 de julho de 2013

Um caso muito romântico

- Chupa a cabeçorra do meu pau, filha da puta. Isso...

- Aaaahhhh, como seu caralho é gostoso, latejando na minha boquinha. Me dá leitinho, dá? Deixa minha cara bem branquinha?

- Vem cá agora, abre esse cuzinho preto pra mim, fica de quatro pra eu ver esse rabo gostoso. Vou encher ele de porra.

- Seu puto, me come com força, come... sou toda sua.

A porta da lan house abriu, e o marido que fora traído virtualmente se dirigiu a uma das estações de computador. Encontrou um jovem punheteiro com o pinto na mão. Na câmera, sua esposa em casa, falando e escrevendo coisas obscenas.

Sacou o trezoitão e atirou na cabeça do adolescente.

Quem dera a bala também fosse virtual.

Por: Reverendo Lezzagon

QUER GANHAR UM EXEMPLAR DE "AS MELHORES HISTÓRIAS DO CORROSIVO COLETIVO"? CLIQUE AQUI E SAIBA COMO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário