sábado, 16 de junho de 2012

Casa de swing? Sexo? Bebida?

"Sempre fui um frequentador assíduo de casas de swing. Falo pra minha mulher que jogo bola nos sábados à tarde, mas sempre vou a uma swingueira perto da minha casa pra fugir da rotina. No próximo dia 23 de junho, abrirei uma exceção, vou ao bar do Amigo Leal prestigiar o lançamento do livro 'As melhores histórias do Corrosivo Coletivo'". (Deoclécio Campanário, 45 anos, empresário e swinger)

"Tô meio depressiva. Sinto que no próximo sábado, 23 de junho, meu flat ficará às moscas. Meus clientes, que gostam de coisas sujas, sexo selvagem e fantasias escatológicas certamente estarão presentes no lançamento do livro 'As melhores histórias do Corrosivo Coletivo'". (Priscila Boca de Veludo, 26 anos, modelo e atriz)

"Sou um homem religioso, digno, respeitoso. Mas no fundo, no fundo, gosto do submundo, de swing, de sangue, de cachaça, vez ou outra até bato um tambor. Quando quero encontrar regozijo, leio as histórias do Corrosivo Coletivo, por isso, certamente estarei na festa de lançamento". (Adamastor Sereno, 53 anos, bispo e administrador de empresas)

5 comentários:

  1. Assim que eu sair do culto, apareço lá!!!

    ResponderExcluir
  2. Eu também vou a este lançamento! Saindo do curso de corte e costura, vou dar uma passadinha lá!

    ResponderExcluir
  3. Que coisa mais ridícula, meu Deus do céu! Onde essa juventude está com a cabeça?? Mas isso vai mudar quando o Rei dos Reis colocar sua mão sobre a cabeça desses infiéis!!

    ResponderExcluir
  4. Jota Jarbas, tome tento, seu crente enrustido!

    ResponderExcluir
  5. Onde tem aos sabados a tarde?

    ResponderExcluir