terça-feira, 12 de abril de 2011

Quem é o Zé?

Você sabe o que é uma cedilha? Ela é uma letra ou um C acentuado pra baixo? E aquilo lá é acento? O C do cidadão vira cedilha quando tá acentuado, assentado, imóvel. Ai perde a identidade... Tem som de S, de Ser, mas, sem identidade, não é nada. Cidadão tem um só acento que é o til, que nem acento é. E o que é? Poucos sabem. Mesmo o cidadão, tem pouca identidade e sabe pouco de si mesmo. Pois é, o chamam de tio nos faróis e o fazem lembrar que, além de escravo, é algoz, mas não parente (nem entre parênteses). Mesmo sabendo que não sabe o que é, como uma cedilha também não sabe. E uma luz! No final desta mudança está lá. A luz no fim do túnel? Não, a maldita cedilha. Uma letra que não é letra. Não sabe o que é. É apenas um Zé. Um C que de cidadão que não tem nada, pois está acentuado para baixo, assentado, imóvel. E aquilo por um acaso é acento?

Ps.: Me paga, caloteiro!!!

Por: Coronel Malaquias

Nenhum comentário:

Postar um comentário